Rua Aceguá – 1969

Imagem

Assim dizia a reportagem do dia 15 de maio de 1969 do jornal Correio da Manhã.  “O mostrado pela fotografia dizem que é rua e deram-lhe o nome de Aceguá (…) Dizem seus moradores que há anos aguardam que alguém se lembre do deplorável estado em que se encontra o que chamam de Rua Aceguá, que mais se assemelha a um pasto em péssima condição, porque os pastos tratados são mais bonitos”. A equipe do jornal esteve no local e fez o registro acima, onde vemos à esquerda que o Edifício Coelho Neto, entre as ruas Aceguá e Itaigara, ainda estava sendo construído.

A imagem pertence ao acervo Correio da Manhã, mantido pelo Arquivo Nacional.

Você também pode ajudar a preservar a história do bairro, enviando imagens antigas, documentos, informações ou relatos para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou pelo Facebook em www.facebook.com/cnmemorias.

 

Anúncios

Praça Prof. Virgínia Cidade – Data Desconhecida

Imagem

Busto de Coelho Neto na Praça Professora Virginia Cidade. Acervo do Correio da Manhã – Arquivo Nacional.

Desconhecemos a data desta fotografia, que provavelmente foi tirada na década de 1950 ou 1960 e pertence ao acervo do jornal Correio da Manhã, mantido pelo Arquivo Nacional. Para os que conhecem bem o bairro, o local dispensa apresentações: é a Praça Professora Virginia Cidade, em seu esplendor com jardim, bancos e postes originais e o busto de Coelho Neto.

O busto em bronze que aparece na foto não é o mesmo que se encontra atualmente no local. Era obra do escultor português Rodolfo Pinto do Couto e foi inaugurado em 1935 como homenagem ao escritor que havia falecido no ano anterior. Foi furtado e recuperado algumas vezes na década de 1980, até que desapareceu de vez. O busto atual é de autoria do escultor Joás Pereira dos Passos e foi inaugurado em 2011 na prefeitura de Eduardo Paes.

Se você também tem imagens antigas de Coelho Neto e gostaria de compartilhá-las conosco, por favor envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou por mensagem no Facebook em http://www.facebook.com/cnmemorias. O crédito aos autores e/ou colaboradores será inserido nas fotos.

Viaduto de Coelho Neto – 1969

Imagem

Ônibus invade calçada do viaduto de Coelho Neto para fugir dos buracos. Acervo do Correio da Manhã – Arquivo Nacional.

 

Em reportagem do jornal Correio da Manhã do dia 22 de fevereiro de 1969, moradores protestavam contra o abandono de Coelho Neto pelas autoridades. Uma das queixas era da quantidade de buracos nas ruas, o que obrigava os veículos a trafegarem sobre as calçadas, conforme podemos ver na foto acima: um ônibus com destino a Belford Roxo na antiga rua Taiaçu, já rebatizada de avenida Brasil, em frente à Escola General Osório, invade o passeio. A imagem pertence ao acervo do jornal mantido pelo Arquivo Nacional.

Você também pode ajudar a preservar a história do bairro, enviando imagens antigas, documentos, informações ou relatos para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou pelo Facebook em www.facebook.com/cnmemorias.

 

Praça Prof. Virgínia Cidade – 1964

Imagem

Aspecto da praça Prof. Virgínia Cidade, em dezembro de 1964. Acervo do Correio da Manhã – Arquivo Nacional.

Mais uma fotografia cheia de saudosismo da praça Professora Virgínia Cidade, em dezembro de 1964. O objetivo do fotógrafo era mostrar a falta de calçamento na praça, uma queixa dos moradores na época. Essa imagem faz parte do acervo do jornal Correio da Manhã, mantido pelo Arquivo Nacional. Não custa lembrar que clicando sobre a foto, você pode vê-la em maior resolução (ampliada).

Se você também tem imagens antigas de Coelho Neto e gostaria de compartilhá-las conosco, por favor envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou por mensagem no Facebook em http://www.facebook.com/cnmemorias. O crédito aos autores e/ou colaboradores será inserido nas fotos.

Rua Ururaí – 1967

Imagem

Ponte sobre o Rio das Pedras na rua Ururaí, em 1967. Acervo do Correio da Manhã / Arquivo Nacional.

O jornal Correio da Manhã registrou esta foto em janeiro de 1967 para uma matéria sobre o abandono do bairro de Coelho Neto pelas autoridades. A ponte  sobre o Rio das Pedras, na rua Ururaí, já havia desmoronado há mais de um ano e nenhuma providência tinha sido tomada, causando um enorme transtorno para pedestres e veículos. A imagem pertence ao acervo iconográfico do Arquivo Nacional.

Se você possui fotografias antigas de Coelho Neto, considere enviá-las para publicação em nossa página. Por e-mail, o endereço é coelhoneto.rj@gmail.com, ou se preferir, mande por mensagem em nossa página no Facebook https://www.facebook.com/cnmemorias. Todo o crédito será dado aos autores e/ou colaboradores.

 

Avenida Automóvel Clube – 1956

Imagem

Avenida Automóvel Clube no ano de 1956. Acervo do Correio da Manhã / Arquivo Nacional.

Temos aqui uma fotografia que pode ser considerada uma das mais bacanas do nosso acervo. Mostra a antiga avenida Automóvel Clube, atual Pr. Martin Luther King Jr., e seu canteiro central, onde vacas faziam a “limpeza” do mato alto, serviço que seria de responsabilidade do antigo D.L.U. (Departamento de Limpeza Urbana). Se pudéssemos olhar mais à direita, veríamos a linha férrea do ramal Rio d’Ouro, que depois de anos desativado deu lugar à linha 2 do metrô.

O fotógrafo estava quase em frente à Escola General Osório, com a câmera mostrando a sequência de casas e prédios do IAPC ao longo da avenida. Ao fundo, nenhum sinal de habitação nos morros. O ônibus Cascadura x Acari estava passando no momento, e lia-se em seu para-brisa o itinerário: Madureira – Turiassu – R. Miranda – C. Neto. E um morador atravessa calmamente a rua, naquele longínquo mês de outubro de 1956. Essa imagem pertence ao acervo iconográfico do Correio da Manhã, mantido pelo Arquivo Nacional.

Se você possui fotografias antigas de Coelho Neto, considere enviá-las para publicação em nossa página. Por e-mail, o endereço é coelhoneto.rj@gmail.com, ou se preferir, mande por mensagem em nossa página no Facebook https://www.facebook.com/cnmemorias. Todo o crédito será dado aos autores e/ou colaboradores.

 

Rua Carlos Julião – 1994

Imagem

Decoração para a Copa do Mundo na rua Carlos Julião em 1994.

 

Os moradores da rua Carlos Julião, antiga rua 4, no IAPC de Coelho Neto, capricharam na decoração para torcer pelo Brasil na Copa do Mundo de 1994. Tinha bandeiras, fitinhas verdes e amarelas, meio-fio pintado e desenhos no asfalto, como era a tradição nos bairros do subúrbio.

Não deixe a história de Coelho Neto se perder! Se você tem imagens antigas do bairro e gostaria de compartilhá-las para publicação, por favor envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou por mensagem no Facebook em http://www.facebook.com/cnmemorias. O crédito aos autores e/ou colaboradores será inserido nas fotos.