Rua Ururaí – 1967

Imagem

Ponte sobre o Rio das Pedras na rua Ururaí, em 1967. Acervo do Correio da Manhã / Arquivo Nacional.

O jornal Correio da Manhã registrou esta foto em janeiro de 1967 para uma matéria sobre o abandono do bairro de Coelho Neto pelas autoridades. A ponte  sobre o Rio das Pedras, na rua Ururaí, já havia desmoronado há mais de um ano e nenhuma providência tinha sido tomada, causando um enorme transtorno para pedestres e veículos. A imagem pertence ao acervo iconográfico do Arquivo Nacional.

Se você possui fotografias antigas de Coelho Neto, considere enviá-las para publicação em nossa página. Por e-mail, o endereço é coelhoneto.rj@gmail.com, ou se preferir, mande por mensagem em nossa página no Facebook https://www.facebook.com/cnmemorias. Todo o crédito será dado aos autores e/ou colaboradores.

 

Anúncios

Avenida Automóvel Clube – 1956

Imagem

Avenida Automóvel Clube no ano de 1956. Acervo do Correio da Manhã / Arquivo Nacional.

Temos aqui uma fotografia que pode ser considerada uma das mais bacanas do nosso acervo. Mostra a antiga avenida Automóvel Clube, atual Pr. Martin Luther King Jr., e seu canteiro central, onde vacas faziam a “limpeza” do mato alto, serviço que seria de responsabilidade do antigo D.L.U. (Departamento de Limpeza Urbana). Se pudéssemos olhar mais à direita, veríamos a linha férrea do ramal Rio d’Ouro, que depois de anos desativado deu lugar à linha 2 do metrô.

O fotógrafo estava quase em frente à Escola General Osório, com a câmera mostrando a sequência de casas e prédios do IAPC ao longo da avenida. Ao fundo, nenhum sinal de habitação nos morros. O ônibus Cascadura x Acari estava passando no momento, e lia-se em seu para-brisa o itinerário: Madureira – Turiassu – R. Miranda – C. Neto. E um morador atravessa calmamente a rua, naquele longínquo mês de outubro de 1956. Essa imagem pertence ao acervo iconográfico do Correio da Manhã, mantido pelo Arquivo Nacional.

Se você possui fotografias antigas de Coelho Neto, considere enviá-las para publicação em nossa página. Por e-mail, o endereço é coelhoneto.rj@gmail.com, ou se preferir, mande por mensagem em nossa página no Facebook https://www.facebook.com/cnmemorias. Todo o crédito será dado aos autores e/ou colaboradores.

 

Rua Carlos Julião – 1994

Imagem

Decoração para a Copa do Mundo na rua Carlos Julião em 1994.

 

Os moradores da rua Carlos Julião, antiga rua 4, no IAPC de Coelho Neto, capricharam na decoração para torcer pelo Brasil na Copa do Mundo de 1994. Tinha bandeiras, fitinhas verdes e amarelas, meio-fio pintado e desenhos no asfalto, como era a tradição nos bairros do subúrbio.

Não deixe a história de Coelho Neto se perder! Se você tem imagens antigas do bairro e gostaria de compartilhá-las para publicação, por favor envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou por mensagem no Facebook em http://www.facebook.com/cnmemorias. O crédito aos autores e/ou colaboradores será inserido nas fotos.

Gabriel Habib em Coelho Neto – Data Desconhecida

Imagem

Gabriel Habib entre amigos e vizinhos em Coelho Neto. Acervo pessoal de Demétrio Habib.

 

O círculo vermelho na foto destaca o sr. Gabriel Habib, um dos pioneiros do bairro, que ajudou a urbanizar Coelho Neto quando a localidade era ainda um arraial conhecido como Areal. Ele aparece entre amigos e vizinhos, em data e local desconhecidos, mas que estimamos como sendo entre as décadas de 1930 e 1940, na região outrora conhecida como Vila Maia, que compreendia as ruas Cimbres, Orlândia e Catanduva. Se quiser saber mais sobre a história de Gabriel Habib, leia nosso artigo O Pioneiro Gabriel Habib. A imagem pertence ao acervo pessoal de Demétrio Habib, filho de Gabriel Habib, e foi retirada do blog Rio Suburbano.

Não deixe a história de Coelho Neto se perder! Se você tem imagens antigas do bairro e gostaria de compartilhá-las para publicação, por favor envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou por mensagem no Facebook em www.facebook.com/cnmemorias. O crédito aos autores e/ou colaboradores será inserido nas fotos.

 

Morro União – circa 1970

Imagem

Jaime Haubrichs e sua filha Joaninha, em data aproximada de 1970. Acervo pessoal de Vanda Haubrichs.

 

Finalizando a sequência de fotografias cedidas por Vanda Haubrichs, temos a imagem do sr. Jaime Haubrichs acompanhado de sua filha Joaninha Haubrichs no Morro União, ou Morro do Jorge Turco. O sr. Jaime, que começou vendendo produtos de porta em porta, fundou na rua Jaqueira o Armarinho União, além de mais duas lojas.

Não deixe a história de Coelho Neto se perder! Se você tem imagens antigas do bairro e gostaria de compartilhá-las para publicação, por favor envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou por mensagem no Facebook em www.facebook.com/cnmemorias. O crédito aos autores e/ou colaboradores será inserido nas fotos.

 

Vista Parcial do IAPC de Coelho Neto

Imagem

Vista de parte do IAPC de Coelho Neto no início dos anos 1980. Imagem da página Família Formiplac no Facebook.

 

A imagem acima foi tirada de uma página do Facebook intitulada “Família Formiplac”, destinada a ex-funcionários da fábrica que ficava em Acari, onde hoje funciona o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla.

Na foto, que deve ter sido tirada do alto da Formiplac no início dos anos 1980, vemos parte do conjunto residencial do IAPC de Coelho Neto, de onde se destacam a Escola Municipal General Osório (á esquerda), O Colégio Estadual João Baptista de Mattos e a Escola Municipal Monte Castelo (centro) e a Igreja São Jerônimo (à direita). Observamos também o trânsito tranquilo da então Avenida Automóvel Clube. O metrô era apenas uma promessa nessa época e suas obras geravam protestos dos moradores, como pode ser visto no post Obras do Metrô – 1982. Também vemos ao fundo e à esquerda uma parte do Morro União, ou Morro do Jorge Turco.

Tem fotos antigas do bairro? Compartilhe com a gente! Envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com e publicaremos aqui com os devidos créditos.

 

Rua Cimbres – 1969

Imagem

Meninas posam para foto na rua Cimbres, em 1969. Acervo pessoal de João Abrantes.

 

A foto acima foi enviada pelo leitor João Abrantes, a quem agradecemos. Trata-se de Tereza Abrantes e suas amigas na Rua Cimbres, em frente ao número 435, no ano de 1969. A Rua Cimbres é uma das mais antigas do bairro, tendo feito parte da Vila Maia, construída por volta de 1930.

Se você também tem imagens antigas de Coelho Neto e gostaria de compartilhá-las conosco, por favor envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou por mensagem no Facebook em http://www.facebook.com/cnmemorias. O crédito aos autores e/ou colaboradores será inserido nas fotos.