Fazenda Botafogo – 1978 (2)

Imagem

O candidato a presidente João Figueiredo e o governador Faria Lima inauguram a Fazenda Botafogo em 1978. Acervo do Arquivo Nacional.

Mais uma foto da solenidade de entrega de apartamentos da seção residencial do Distrito da Fazenda Botafogo. A Companhia Estadual de Habitação do Rio de Janeiro (CEHAB-RJ) começou a entregar unidades em 1976, mas apenas na data da foto, 6 de julho de 1978, o conjunto habitacional era oficialmente inaugurado.

Na foto, o Governador Faria Lima e o candidato a presidente da república General João Baptista de Figueiredo contemplam a placa onde lia-se: “Governo Faria Lima – 1º Plan Rio – Projeto Integrado Habitação Indústria Fazenda Botafogo – CEHAB-RJ – Junho de 1978 – Secretário de Estado de Obras e Serviços Públicos Engº Hugo de Mattos Santos – Presidente da Companhia Estadual de Habitação do Rio de Janeiro Engº João Baptista Pizarro Drummond”. Alguém sabe o local dessa placa e se ainda existe?

A imagem faz parte do acervo do Arquivo Nacional.

Você curte fotos antigas do bairro? Que tal ajudar a ampliar nosso acervo? Envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com e publicaremos aqui com os devidos créditos.

 

Anúncios

Colégio Jarbas Ferreira – Década de 1980

Imagem

Fachada do Colégio Professor Jarbas Ferreira. Acervo de Marcelo Barros.

Esse era o Colégio Professor Jarbas Ferreira, localizado no número 7 da rua Cajurana, esquina com a rua Aceguá. Iniciou suas atividades como Ginásio Professor Jarbas Ferreira, na década de 1960, tendo seu nome alterado por volta de 1977. Em seus últimos anos de funcionamento, tinha turmas desde a pré-escola até o antigo 2º grau (hoje chamado Ensino Médio), incluindo supletivo. O colégio ofereceu também, durante seu funcionamento, diversos cursos profissionalizantes como Formação de Professores, Técnico em Contabilidade, Técnico em Secretariado, Operador de Raios X e Auxiliar de Enfermagem.

Em meados dos anos 1980, o colégio recebeu parte dos alunos da Escola Municipal General Osório, por ocasião de obras que estavam sendo feitas naquela instituição.

Após o fechamento do colégio, por volta do início da década de 1990, o prédio passou a ser sede da Academia Uniarte, que anteriormente funcionava na Rua Theremin (antiga rua 6).

A fotografia nos foi gentilmente enviada pela página Acari Sempre Acari, que a recebeu de Marcelo Barros. Agradecemos pela colaboração!

Você também pode ajudar a preservar a história do bairro, enviando imagens antigas, documentos, informações ou relatos para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou pelo Facebook em www.facebook.com/cnmemorias.

 

Sequência do filme “Assalto ao Trem Pagador” (1962)

Vídeo

Esta é uma sequência do filme “Assalto ao Trem Pagador”, que teve locações no nosso querido bairro de Coelho Neto. Aparecem as ruas 9 (Taiaçu/Av. Brasil), 11 (Guaçupi), 12 (Cajurana/Ouseley), Bagé e Araçatuba, e podemos ver o viaduto, a Igreja São Jerônimo, o Parque de Recreação Ana de Barros Câmara, a Praça Projetada, o cinema Novo Horizonte e a Praça Professora Virgínia Cidade.

Nessa sequência, a polícia arma uma cilada para o assaltante Tião Medonho (Eliezer Gomes). O filme é baseado em fatos reais, e esse episódio aconteceu realmente em Coelho Neto.

O longa-metragem, de 1962, tem direção de Roberto Farias e fotografia de Amleto Daissé.

Rua 7 – 1969

Imagem

Detalhe da antiga rua 7 no IAPC de Coelho Neto. Acervo do Correio da Manhã – Arquivo Nacional. Local atualmente no Google Street View: https://goo.gl/maps/NLjmW63LcTz

Um enorme buraco na antiga rua 7 (atual rua Barra Mansa) chamou a atenção do jornal Correio da Manhã, que publicou a foto acima em uma reportagem em abril de 1969, cobrando das autoridades providências sobre o péssimo estado do logradouro.

Aparecem na imagem o prédio do Centro Social do IAPC, onde já funcionava o Ginásio Coelho Neto (acima e à esquerda) e o Parquinho ou Parque de Recreação Infantil Ana de Barros Câmara, na chamada Praça Projetada (ao fundo). Algumas estudantes conversam no gramado — seriam alunas do próprio Ginásio ou da Escola Monte Castelo? — enquanto um garoto observa de sua bicicleta. O Ginásio fazia parte da CNEG (Campanha Nacional dos Educandários Gratuitos), que em julho daquele ano passaria a denominar-se CNEC (Campanha Nacional de Escolas da Comunidade), de onde vem o nome “cenecista”.

Roubando a cena, uma Rural Willys placa 12-01-50. Lançada nos EUA em 1946 pela Willys Overland, a Rural é uma espécie de avó dos utilitários esportivos (SUVs) de hoje. Sua produção no Brasil durou de 1958 a 1977 e seu motor foi o primeiro a gasolina a ser fabricado no país.

Agradecemos ao amigo Rodrigo da página Madureira Ontem & Hoje, que nos mandou a foto. Se você também tem imagens antigas do bairro e gostaria de cedê-las para publicação, por favor envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou por mensagem no Facebook em www.facebook.com/cnmemorias. O crédito aos autores e/ou colaboradores será inserido nas fotos.

Fazenda Botafogo – Vista Aérea – 1979

Imagem

Parte da Fazenda Botafogo com a Avenida Brasil em primeiro plano. Revista Manchete, 1979.

Publicada na revista Manchete em 1979, esta fotografia fantástica mostra o complexo habitacional-industrial da Fazenda Botafogo em seus primeiros anos. Esta memorável realização do governo Faria Lima tinha não mais que quatro anos de inauguração.

Imediatamente identificamos a Avenida Brasil e o entroncamento com a rua Pedro Jório, com seus pinheiros ainda pequeninos. Estava em construção a planta da Cromos S.A. destacando-se entre outras empresas na zona industrial incipiente. O Centro Empresarial Estub também não existia, mas suas obras já haviam se iniciado.

Perceba que os edifícios residenciais ainda não possuíam muros, que só foram sendo levantados na década seguinte. Se você clicar na foto para vê-la em alta resolução, poderá perceber, entre os detalhes, uma pequena banca de jornais que ficava em frente a um dos prédios da Brasil. Também há um monte de fuscas, como era comum nessa época.

Ao fundo vemos Costa Barros e bem atrás a majestosa Serra do Mendanha. Na parte inferior da foto, a caixa d’água da antiga fábrica do Café Clássico.

Se você também tem imagens antigas do bairro e quer publicá-las aqui, por favor envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou por mensagem no Facebook em www.facebook.com/cnmemorias.

 

Veteranos Clube – circa 1960 (4)

Imagem

Evento no Veteranos Clube, por volta do ano de 1960. Acervo de Lia Sampaio.

Esse lindo registro foi feito por volta do ano de 1960 e mostra um grupo de senhoras, todas muito elegantes, reunidas no Veteranos Clube de Coelho Neto, cuja sede ficava na antiga rua 12, atual rua Ousely. A imagem nos foi enviada pela leitora Lia Sampaio, que já nos presenteou com diversas outras fotos e a quem mais uma vez agradecemos.

Se você tem imagens antigas do bairro e gostaria de cedê-las para publicação, por favor envie para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou por mensagem no Facebook em www.facebook.com/cnmemorias. O crédito aos autores e/ou colaboradores será inserido nas fotos.

 

Primeira Igreja Batista – Data Desconhecida

Imagem

Fachada da Primeira Igreja Batista em Coelho Neto, em data não identificada. Fonte: site extinto da PIBCON.

Na imagem acima vemos os fiéis da Primeira Igreja Batista de Coelho Neto, a PIBCON, em frente ao templo em data desconhecida que estimamos ser na década de 1950 ou 1960. A Igreja foi fundada em 20 de dezembro de 1952 e fica no número 191 da rua Parnaíba. A foto foi retirada do antigo site da PIBCON.

Você também pode ajudar a preservar a história do bairro, enviando imagens antigas, documentos, informações ou relatos para o e-mail coelhoneto.rj@gmail.com ou pelo Facebook em www.facebook.com/cnmemorias.